7 passos para conseguir o primeiro emprego com programação

07/03/2018

Programar, assim como muita atividade técnica por ai, não é fácil, mas é possível aprender com esforço suficiente. Neste post eu quero te sugerir um caminho para conseguir o primeiro emprego em programação com ruby.

Passo 1: Estude Inglês

Inglês é a primeira linguagem que todas as pessoas desenvolvedoras devem aprender porque todas as linguagens de programação que você for usar estarão escritas em Inglês, sua documentação pode não ter uma versão em Português e será mais fácil pesquisar e resolver problemas sabendo pesquisar e ler em Inglês.

Você não precisa ser fluente, saber ler e escrever minimamente é o suficiente por enquanto, mas esteja sempre estudando porque você vai precisar disso no futuro com certeza.

Passo 2: Instale um linux na sua máquina

Em uma entrevista de emprego, se você disser que usa linux, no mínimo isso quer dizer que você sabe correr atrás de resolver problemas e de aprender coisas novas. Ruby roda mal no windows, a linha de comando no windows também funciona muito mal em comparação com o bash no linux, então, por esses e outros motivos, as pessoas desenvolvedoras ruby usam linux ou mac tanto para desenvolver no seu notebook quanto no servidor para hospedar sua aplicação na internet.

Linux não é um bicho de sete cabeças, existe uma distribuição do linux que é super amigável com novos usuários. Essa distribuição é o Ubuntu.

Para instalar o Ubuntu você deve ir no seu windows, abrir o gerenciador de disco, reduzir a partição do seu HD e bootar o seu computador com uma imagem do Ubuntu num pen drive e seguir o passo-a-passo da instalação. (Se você quiser um passo-a-passo mais detalhado ou precisar de ajuda, post aqui).

Com o Ubuntu instalado sua segunda missão é se acostumar a ele. Usar o computador normalmente, procurar instalar programas e talvez aprender comandos básicos do linux que podem ser executados no terminal (também conhecido como linha de comando) como por exemplo cd, ls, pwd, mkdir, sudo, apt-get, top, | (pipe), grep, etc.

Passo 3: Faça um curso de programação online

Agora que você está usando linux e consegue navegar na internet e rodar alguns comandos no terminal sua próxima missão é estudar programação.

Vou listar aqui alguns sites que você consegue estudar de graça ou pagando alguma mensalidade (mais que justa):

E tem muitos outros cursos e blogs (como o ruby nos trilhos) para ler e aprender na internet. Faça bom uso e prepare-se para o próximo passo.

Passo 4: Crie um blog e documente a sua jornada

Agora que você está no linux e já está aprendendo programação é hora de começar um blog.

Um blog é útil para mostrar que você está estudando constantemente, você acaba aprendendo mais profundamente quando você escreve para ensinar outras pessoas, você ajuda outras pessoas a aprender o que você também está estudando e você também dá indícios para uma empresa que você realmente sabe daquilo que você está falando. Todo mundo ganha, você, a comunidade e uma empresa interessada em te contratar.

Eu sugiro criar o seu blog usando jekyll, salvar ele usando git no github e hospedar ele no github pages.

Esses são os motivos dessa stack de jekyll, github e github pages:

  • jekyll é feito em ruby
  • github é a plataforma mais usada para salvar e compartilhar código
  • seu perfil no gihtub ganha mais visibilidade
  • github pages é de graça

Agora veja a documentação do jekyll e trabalhe no seu blog para se preparar para o próximo passo. Se precisar de ajuda poste aqui a sua dúvida que eu vou te ajudar.

Bônus! Sugestões de posts:

  • Comandos básicos do linux
  • O que são e para o que servem uma classe, um objeto e uma instância
  • Como instalar o ruby no ubuntu usando rbenv
  • Comandos mais usados do git
  • Como criar um site com jekyll

Bônus! [2] Exemplo de blogs de outras pessoas desenvolvedoras e pessoas de outras áreas:

Passo 5: Torne-se empregável

Eu preciso que você pense agora como um CTO, gerente ou líder que vai te entrevistar. Essa pessoa está precisando de alguém para trabalhar com ela para resolver problemas dentro da empresa. É difícil saber se um profissional vai dar certo dentro da empresa, então sua missão agora é criar indícios de que você vai dar certo.

Você já começou esse passo na frente porque você já tem um blog que é um ótimo indício de que você estuda constantemente, mas para conseguir um emprego você vai precisar um pouco mais que isso.

Aqui vão algumas dicas para você se tornar mais “empregável”

Tenha projetos pessoais

Trabalhar efetivamente em projetos pessoais pode te trazer vários indícios e dentre eles, o mais importante na minha opinião é que você tem o que mostrar mesmo se você não tiver trabalhado na área ainda. Isso vale para mostrar código e também mostrar que você pode ter outras habilidades no desenvolvimento de um projeto como gerenciar tarefas, desenvolver um produto, lidar com a experiência que um usuário vai ter ao acessar o seu projeto, etc.

Esse projeto não precisa ser puramente técnico, ele pode ser um portal de bairro, um aplicativo que mostra a previsão do tempo, um website para encurtar URLs, um website de algum amigo seu, etc.

Uma dica é você fazer do seu blog um projeto pessoal, ou seja, faça ele bem feito e aprenda sobre como conseguir mais leitores e como melhorar o seu conteúdo. Aprenda como colocar um formulário para o seus leitores assinarem a sua newsletter e também a como fazer o seu blog ser compartilhável nas redes sociais, o que significa que quando alguém copia e cola a URL do seu blog no facebook, por exemplo, vai aparecer a imagem do seu post, o título e descrição como aparece em qualquer blog/site mais profissional. Também vale fazer um canal no youtube se essa é a sua praia.

Esse site pode ou não fazer parte do seu blog, mas eu acho melhor serem sites separados porque o blog também pode ser um projeto pessoal que tem outro foco além de te promover como pessoal “empregável” (um exemplo é o ruby nos trilhos e o meu site pessoal)

O objetivo desse site é mostrar o seu currículo (ou um link para ele), uma lista dos seus projetos pessoais, uma descrição breve sobre você (exemplo: desenvolvedor ruby júnior interessado em ruby e javascript), uma lista dos cursos que você completou (acho válido colocar cursos online como Udemy caso você não tenha faculdade/técnico) e uma lista dos seus links como github, linkedin, twitter, medium, speaker deck, etc.

Dica: Ele pode ser feito com a mesma stack que você usou no seu blog (jekyll, github e github pages).

Aprenda a fazer um ótimo currículo

Esse é um assunto muito extenso e existe muito material na internet sobre isso, então vou abordar os principais pontos que julgo ser mais importante. (Se você quiser um post sobre isso, por favor comente abaixo)

Alguns pontos que fazem um bom currículo:

  • estar bem organizado e consistente
  • falar o que você fez em cada emprego/estágio anterior (se houver)
  • explicar rapidamente qual o negócio das empresas que você trabalhou, por exemplo: plataforma de pagamentos online ou produção de turbos para caminhões
  • falar sobre o seu TCC (se houver)
  • listar projetos pessoais (você pode fazer do seu blog um projeto pessoal)
  • ter informações relevantes para a empresa (ninguém quer saber o seu endereço completo ou seu estado civil)
  • ter um link para saber mais sobre você (lembra do site pessoal? use ele aqui)

Esses são 3 bons pontos para começar a dar mais indícios de que você realmente está interessado(a) em trabalhar com programação então vamos colocar eles em prática e depois siga para o próximo passo.

Passo 6: Participe de eventos/meetups de programação

Uma ótima forma de aprender mais sobre a área é assistindo palestras e ouvindo o que a galera da programação tem a dizer nas discussões em meetups. Minha sugestão é participar de todos os eventos que você encontrar e depois só continuar indo nos que você achar relevante. Aqui vão alguns eventos separados por cidade:

Você pode encontrar mais meetups aqui: meetup.com.

Outra dica é participar de comunidades de programação, como o Rails-br, e ficar antenado sobre as publicações de vagas.

Aprenda sobre programação, conheça pessoas, tire dúvidas sobre carreira, programação, etc e faça amigos e amigas que é a parte mais legal de conhecer pessoas novas.

Passo 7: Hora de conseguir um emprego

Como o nosso mercado está bem aquecido, talvez nem tanto para pessoas com pouca experiência, mas ainda sim está bem aquecido, é capaz que você já tenha conseguido um emprego se você passou pelos passos acima, mas caso não tenha conseguido ainda não desanime porque agora é a hora.

Aqui vão algumas dicas para conquistar a atenção de empresas que eu aprendi com a minha experiência:

  • estude a empresa, aprenda qual o seu negócio e tenha real interesse por ela
  • estude quem vai te entrevistar, é uma pessoa técnica? é de recrutamento? é de negócios? adéque sua conversa aos termos que ela vai entender
  • você sempre vai ter um campo para escrever alguma coisa livremente, mesmo que seja o corpo de um email, então use bem isso falando o porquê de você querer entrar para a empresa
  • treine o discurso do elevador (pesquise por the elevator speech), ou seja, aprenda a responder a pergunta “Me fale sobre você” da melhor maneira possível a fim de elevar o nível da conversa, não vale usar respostas curtas com duas palavras
  • seja gentil sempre

Você precisa se tornar interessante e fazer a pessoa que vai te contratar ter certeza que você é a pessoa certa para o trabalho.

Eu aprendi essas coisas com muitos erros durante a minha vida. Eu espero poder te ajudar a conseguir um emprego nessa área que eu amo tanto que é a programação.

Boa sorte. =)